sábado, 31 de dezembro de 2022

AGENDA


 

RECOMENDAÇÃO PARA 2023


 

Vandex apresenta show do projeto “Viva La Música Brasiliana”

O maestro e multi-instrumentista Evandro Botti, conhecido como Vandex, se une ao Punk Bossa Trio para show do projeto “Viva La Música Brasiliana”, que objetiva fomentar a música instrumental brasileira. O evento, que acontece no dia 17 de janeiro (terça-feira), às 19h, no Michelli’s Rock Pizza Bar (Rio Vermelho), terá o guitarrista Mou Brasil como convidado e vai apresentar um repertório de temas instrumentais inéditos compostos pelo anfitrião. Fundador das antológicas bandas baianas Úteros em Fúria e Guizzzmo, Evandro hoje pilota a VandexTv – criada em 2009 como a primeira webTV baiana de música independente –, seu trabalho como produtor de áudio à frente da empresa VX Produções e sua carreira solo. A música de Vandex não tem regra nem proibição: sua inventividade, sua irreverência e seu espírito de vanguarda são marcas da carreira. A estrutura composicional de sua obra congrega uma série de elementos incomuns ao rock tradicional, mescla que realiza de forma confortável e segura, devido à sua longa atuação cultural e também à sua formação acadêmica, como bacharel e mestre em Composição pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). A imersão no universo instrumental é mais um retrato destas potências. E assim, ao lado de Edni Deway (bateria) e Ivan Oliveira (baixo), o artista empunha sua guitarra para mostrar sua recente e criativa produção neste campo. São composições que utilizam ritmos diversificados, compassos compostos, progressões harmônicas totalmente novas, além de motivos cromáticos e harmonizações com acordes de quinta aumentada, sétimas e nonas bemol, expandindo ao limite sua inovação sonora. A noite é apresentada pelo “Jazz em Plutão”, programa da VandexTv que trata de jazz e música instrumental, e vai gerar conteúdo exclusivo para o canal.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2022

Mauricio Moreau: Vice-reitor da UESC recebe título de Cidadão Ilheense

Em Sessão Solene marcada homenagens e discursos o vice-reitor, da Universidade Estadual de Santa Cruz, professor Maurício Santana Moreau, foi oficialmente adotado pelo Município, ao receber o “Título de Cidadão Ilheense” entregue nesta quarta-feira, 22 de dezembro, no Centro de Convenções de Ilhéus. A propositura do vereador Edvaldo Neto Gomes (União Brasil), destaca a contribuição significativa da Universidade, por meio do olhar do vice-reitor voltado à comunidade, com o desenvolvimento da região. “Não é apenas o professor Maurício que está sendo homenageado, é a Universidade Estadual de Santa Cruz. Não estivesse eu na Uesc, não tivesse desempenhado com afinco as diversas atribuições que me são colocadas, no momento na Vice-Reitoria, no reitorado do professor Alessandro Fernandes de Santana, certamente não teria havido esse reconhecimento”, diz o homenageado. “Eu já me sentia ilheense de coração e esta foi a formalização de algo que para mim é real porque me identifico muito com Ilhéus. Aqui eu criei raízes; identifico amigos e tento contribuir em prol da ciência e da tecnologia por meio da educação. Acredito que a educação é capaz de mudar vidas. E por acreditar nisso, e reconhecer que na Uesc, docentes, discentes, analistas e técnicos administrativos têm isso como missão, existe uma sinergia de valores. Isso fez com que eu entendesse que essa é a minha casa”. Com essas palavras, o professor Maurício Moreau, vice-reitor da Uesc, e natural de Itabuna, avaliou o recebimento do título de cidadania Ilheense. Para o reitor da Uesc, professor Alessandro Fernandes de Santana, “o título outorgado pelo legislativo ilheense é o reconhecimento de um trabalho feito com amor. O professor Maurício Moreau traz a representação da comunidade acadêmica da Uesc, daqueles que se comprometem com o desenvolvimento da ciência e ele traz consigo uma responsabilidade com muito amor para transferir esses valores para sociedade. Tudo o que ele abraça, abraça com muito comprometimento. E nós, temos a honra de tê-lo na nossa equipe como o nosso vice-reitor”, conclui.

Startup baiana incubada no Parque Tecnológico da Bahia vence prêmio internacional

Empresa Trackfy é focada na melhoria de gestão, produtividade e segurança da mão de obra e ativos móveis em operações industriais por meio da tecnologia. Com inteligência integrada das atividades de campo em plantas industriais, a startup baiana Trackfy, incubada no Parque Tecnológico da Bahia pela Áity, está no top 10 da categoria IoT (Internet das Coisas) de ranking das 100 startups mais atraentes para o mercado. A Trackfy foi avaliada junto a mais de 25 mil startups inscritas para o Ranking 100 Open Startups 2022 para América Latina. “É uma alegria e honra imensa poder fazer parte deste ranking em meio a empresas brilhantes. Por trás deste prêmio e todo o glamour do momento, existem muitas pessoas, suor e sangue derramados diariamente. O desafio pela frente é gigante, mas seguimos com humildade e cabeça aberta para aprender com os nossos erros e melhorar cada vez mais as nossas soluções”, disse o Túlio Cervino, CEO da startup. A Trackfy desenvolveu uma solução que digitaliza a gestão de atividades das indústrias através da captação e fornecimento de dados que não eram possíveis anteriormente. O produto da startup é o sistema Trackfy - Plataforma WEB que utiliza IoT para localizar pessoas e ativos em tempo real. O objetivo é transformar os dados coletados em dashboards com indicadores, informações e relatórios para o gestor mensurar e otimizar a performance. Com essa solução, empresas de médio porte, por exemplo, vão economizar cerca de R$ 10 milhões anuais, o que equivale a 22% do orçamento total de manutenção/engenharia em uma planta. Em conformidade com LGPD e leis trabalhistas, a Trackfy além de melhorar a gestão, aumenta a segurança e resultados financeiros, pois atua na identificação de ativos e pessoas em tempo real nos ambientes industriais. “O papel da Áity Incubadora é apoiar no desenvolvimento de empresas de base tecnológica como a Trackfy, e é muito gratificante ver uma incubada crescer e conquistar um prêmio de tamanha relevância como este, apresentando ao mercado uma solução inovadora que vai apoiar as indústrias a serem mais seguras e produtivas”, comenta Rafaela Rodrigues, Gestora de Inovação do Parque Tecnológico da Bahia. https://www.openstartups.net/site/)

domingo, 25 de dezembro de 2022

Mais de 80% das pastagens do Sul da Bahia podem ser convertidas em Sistemas Agroflorestais com cacau

Existem mais de 20 mil quilômetros quadrados de pastagens com potencial para implantação de Sistemas Agroflorestais (SAFs) com cacau no Sul da Bahia. É o que aponta um levantamento coordenado pelo Instituto Arapyaú e CocoaAction Brasil em parceria com a Promotoria Ambiental do Ministério Público da Bahia. O número representa 84% das pastagens no território analisado, que incluiu 83 municípios da região. As cidades com as maiores áreas de pasto viáveis para o estabelecimento de SAFs com cacau encontram-se principalmente na porção sul e centro-oeste do território estudado, como Itamaraju, Guaratinga, Itanhém, Ibicuí e Potiraguá. O objetivo do levantamento é orientar políticas públicas, investimentos e pesquisas para a recuperação de áreas degradadas. “Esse mapeamento evidencia o potencial que existe para fomentar a restauração produtiva com SAFs e revitalizar a Mata Atlântica”, aponta Ricardo Gomes, gerente do Programa de Desenvolvimento Territorial do Sul da Bahia, do Instituto Arapyaú. Para chegar aos resultados, o levantamento utilizou como base o mapeamento de qualidade das pastagens em 2020 produzido pelo Laboratório de Processamento de Imagens e Geoprocessamento da Universidade Federal de Goiás no âmbito da iniciativa MapBiomas Brasil. Foram então consideradas características como declividade, solos, balanço hídrico, áreas protegidas, entre outras. “Esse estudo é fruto de um trabalho multidisciplinar de um grupo de pesquisadores e profissionais de instituições com longo histórico de atuação na região, tais como UESC, CIC, UFSB e CEPLAC, que trazem o conhecimento sobre a viabilidade, sobre as condições adequadas para o cultivo”, pontua Marisa Gesteira Fonseca, coordenadora do levantamento sistematizado em um documento intitulado “Pastagens com viabilidade para sistemas agroflorestais com cacau no sul da Bahia”, disponível para download gratuito nos websites do Arapyaú e do CocoaAction. O mapeamento é uma das ações do Projeto Cacau 2030, coordenado pelo CocoaAction Brasil e que conta com a parceria do MapBiomas e do Instituto Arapyaú, entre outras 25 organizações apoiadoras.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2022

COMUNISTA!!!!

 


Uesc tem novas pró-reitora de Graduação e gerente da Gerac - Márcia Morel e Ludimila Coímbra

Na tarde de quarta-feira, 21 de dezembro, o reitor da Universidade Estadual Santa Cruz (Uesc), Alessandro Fernandes de Santana e o vice-reitor Mauricio Moreau, empossaram a nova pró-reitora de Graduação, Márcia Morel, e a Gerente Acadêmica de Graduação Ludimila Scarano Coímbra, que substituem a professora Rosenaide Ramos e o professor Humberto Maia, respectivamente. O reitor, ressaltou a qualificação da sua equipe e desejou sucesso às novas gestoras e confirmou para o mês de janeiro às posses professor Cristiano Bahia no lugar do professor Neurivaldo Guzzi Filho, na Pró-Reitoria de Extensão, e a professora Fernanda Amato Gaiotto que substitui o professor Alexandre Schiavett, na Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, conforme já havia anunciado aos membros do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) e do

quarta-feira, 21 de dezembro de 2022

SAPOS MEUS AMIGOS

Tenho uma profunda admiração pela natureza, o sapo em especial, afinal até tenho um livro intanto-juvenil no prelo versando sobre sapos. No Brasil tem cerca de 454 espécies, esse aí que resgatei e estou cuidando no meu quintal é um Bufo marinus, seja o famoso SAPO-CURURU. No condomínio popular onde moro as crianças matam, esmagam a pauladas um bichinho tão dócil. Se todo mundo que acho feio fosse a motivação para dar pauladas, acho mataria muita gente tirada a bonita (brincadeira). Os sapos alimentam-se de aranhas, besouros, gafanhotos, moscas, formigas, baratas e cupins. Algumas espécies maiores podem comer pequenos pássaros e até mesmo outros sapos, daí a importância desse asquerosos amigos no controle biológico. Marcos Mauricio

segunda-feira, 19 de dezembro de 2022

Centro Cultural Teosópolis promove Sarau Cultural de Natal

Com diversas apresentações artísticas, o Centro Cultural Teosópolis (CCT), promove nesta terça-feira (20), às 18h30 seu Sarau Cultural de Natal. O evento totalmente aberto ao público, terá início às 18h30 com a recepção e apresentação de violino. Segue com apresentação de poesia, leitura de textos sobre o Natal. Um novo momento musical acontece com o Grupo de Violões, seguido por um monólogo sobre o Natal. Uma apresentação cênica sobre o natal será seguida por apresentação do Coral Infantil e do Coral Esperança. Haverá apresentação de piano e órgão, e recitação de poesias com a participação da Academia de Letras de Itabuna. “Queremos levar arte e boa música para nossa população. Vamos promover outros eventos ao longo do próximo ano e pretendemos que o Sarau Cultural de Natal entre para o calendário cultural do município”, diz a Professora Janete Ruiz de Macedo, curadora do espaço. Paralelamente ao Sarau Cultural haverá uma Feira de Artesanato. Peças produzidas na Casa do Vovô e pela Associação dos Artesãos do Sul da Bahia (AASBA) serão apresentadas e vendidas ao público. A organização convida a participação de todos no evento. O Centro Cultural Teosópolis, fica localizado na Rua C, 298, Jardim dos Eucaliptos, Bairro da Conceição, em Itabuna.

GRANDE CEMITÉRIO NACIONAL


 

Editus Publica Novos Livros - Lançamento Coletivo aconteceu na Uesc


A Editus - Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) – realizou um novo lançamento coletivo de livros com publicações impressas e em formato digital. O evento aconteceu no auditório do Edifício José Haroldo Castro Vieira (Torre Administrativa), dia 15 de dezembro, e contou com a participação do reitor Alessandro Fernandes de Santana, e do professor Gabriel Nascimento, da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), que abordou o tema “Produção acadêmica e de colonialidade.” Em abril deste ano, a editora universitária lançou 30 títulos e ainda participou de vários eventos, a exemplo da Bienal do Livro da Bahia, no mês de novembro. Agora, foram lançadas mais 13 obras, seis são publicações exclusivamente da Editus e sete são coedições com a Uesf Editora. “Esse é o primeiro resultado de um convênio de cooperação técnica, científica e cultural firmado com a Universidade Estadual de Feira de Santana, por meio de sua editora. Essa parceria possibilitou a criação do selo editorial Sertão-Sul. Esta semana já houve lançamento na Uefs e agora temos a honra de compartilhar também aqui em nossa universidade”, afirmou a diretora da Editus, professora Rita Virgínia Argolo. 
Livros – Foram lançados os seguintes títulos: Ações afirmativas no Brasil contemporâneo: dinâmicas e perspectivas - Flávia Alessandra de Souza (organizadora); Histórias de africanos e seus descendentes no Sul da Bahia - Cristiane Batista da Silva Santos; Protagonismo indígena: arranjos e conflitos nas sesmarias dos jesuítas - Rafael dos Santos Barros; Identidade e resistência afro-brasileira na obra de Jorge Amado - Aline Santos de Brito Nascimento; As Bruxas de Macbeth – Piligra; Rascunhos reais - Alessandro Fernandes de Santana; O menino e seus botões - Maria Rita Prudente; A cozinha de Isis - Sanqueilo de Lima Santos; Guia do Empreendedor - Quelvin Benevides e Alfredo Dib; Transferência de tecnologia - Ediná Santos Rocha Campos e Gustavo Cruz; Perfil do leitor colonial - Jorge de Souza Araújo.

terça-feira, 13 de dezembro de 2022

A humanidade se tornou uma arma de destruição em massa


Enquanto a população humana alcança os 8 bilhões, outras formas de vida estão sendo dizimadas. Nós destruímos dois terços das florestas tropicais, metade dos recifes de corais e um milhão de espécies agora lutam contra o desaparecimento. Os próximos 7 dias são absolutamente cruciais para o futuro da vida na Terra. Neste momento, governos e cientistas estão em negociação final para um novo acordo global que pode brecar a destruição da natureza – mas há um risco real de que ele seja um documento fraco e cheio de falhas. Nós, literalmente, temos alguns dias para garantir que nossos líderes escutem a ciência e nos entreguem um tratado ambicioso o suficiente para provocar uma reviravolta a favor da vida na Terra. Nossa equipe está in loco nas negociações – mas seu apoio agora é urgente para permitir que este trabalho fundamental seja ainda mais eficiente. Se 40.000 de nós fizermos uma pequena doação, poderemos agitar os salões do poder, participando de conversas e indo além, nos juntando às vozes dos povos indígenas, dos cientistas e de milhões de cidadãos. Nós confrontaremos os poluidores e caçadores ilegais, pressionando nossos líderes a fazerem aquilo de que o planeta precisa. Prometemos uma coisa: nós lutaremos com cada fibra do nosso corpo. Isso porque a Terra não pode mais esperar. Pelas abelhas, pássaros, ursos e cada fio na frágil trama da vida, junte-se a este grito ensurdecedor pelo planeta – doe o que você puder agora:
VOU DOAR R$10
VOU DOAR R$15
VOU DOAR R$25
VOU DOAR R$45
VOU DOAR R$90
OUTRO VALOR

domingo, 11 de dezembro de 2022

IMAGINE


 

ALICE PATAXÓ ENTRE AS 100 MULHERES MAIS INFLUENTES 2022 - NA LISTA TAMBÉM CONSTA SIMONE TEBET


A ativista do clima, jornalista e influenciadora baiana Alice Pataxó está na lista das 100 mulheres mais influentes e inspiradoras de 2022, feita pela BBC. A indígena de Prado, no sul do estado, compõe a lista ao lado da ativista paquistanesa Malala Yousafzai e da cantora e compositora Billie Eilish, dos Estados Unidos. Alice tem 170 mil seguidores nas redes sociais, onde aborda questões sobre o preconceito com os indígenas, demarcação de território e o dia a dia da etnia Pataxó, a qual ela pertence. Além disso, ela cursa Bacharelado Interdisciplinar de Humanidades na Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufsb) e pretende se tornar advogada. Na lista da BBC, a indígena foi indicada por Malala Yousafzai, ativista da educação e vencedora do prêmio em 2021. "Tenho tanto orgulho em indicar a Alice Pataxó para o BBC 100 Women deste ano. O compromisso inabalável da Alice na luta que envolve mudanças climáticas, equidade de gênero e direitos indígenas me dá esperança de que um mundo mais igualitário e sustentável está ao nosso alcance.", escreveu Malala. Antes de entrar na lista, Alice participou da 26ª edição da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP 26), que aconteceu em 2021 em Glasgow, na Escócia, e do prêmio MTV Miaw deste ano. Na ocasião, ela foi homenageada com o trofeu Transforma MIAW, que celebra pessoas que impactam positivamente a sociedade. "É um prazer imenso receber essa homenagem, não só pelo trabalho que desenvolvemos na luta por um mundo sustentável no amanhã, mas por ter como reconhecida a importância da participação dos nossos Povos Indígenas para alcançar esse objetivo. É a certeza de que não lutamos sozinhos", escreveu nas redes sociais após a homenagem. Além de Alice, a lista conta com os nomes de outras duas brasileiras: Simone Tebet , senadora que foi candidata a presidência do Brasil em 2022, e Erika Hilton, a primeira mulher trans negra a ser eleita deputada federal no Brasil.

ALGUÉM TEM QUE COLOCAR ESSE BABACA NA CADEIA.

 

NÃO PODE PEGAR GATO PELO COURO! Isso além de dor, pode causar lesões no animal. As gatas carregam seus filhotes dessa forma, mas quando pequenos e levinhos e não adultos pesados. MALTRATO A ANIMAIS É CRIME!!!

SEM PALAVRAS


 

PRESENTE DE NATAL


 

sexta-feira, 9 de dezembro de 2022

FAO pede o reforço na integração dos países da América Latina e do Caribe para fortalecer a agricultura familiar

No âmbito da II Conferência de Agricultura Familiar do MERCOSUL Ampliado e do Encontro Latino-Americano e Caribenho da Década das Nações Unidas da Agricultura Familiar, mais de 200 participantes concordaram em trabalhar juntos para promover melhorias para o mundo rural. Santiago do Chile, 7 de dezembro- Com a presença de 10 ministros e vice-ministros, de representantes de 24 países e 200 delegados, a Organização das Nações Unidas para Alimentação e a Agricultura (FAO), juntamente com o MERCOSUL, o Sistema de Integração Centro-Americana (SICA), autoridades governamentais e plataformas de organizações da agricultura familiar, foram promovidos diálogos sobre os avanços dos planos e políticas da Década das Nações Unidas para a Agricultura Familiar. Durante o evento, realizado na sede do Escritório da FAO para a América Latina e o Caribe, em Santiago, no Chile, representantes de governos, entidades multilaterais e organizações rurais da região se comprometeram a desenvolver e implementar agendas de políticas públicas para potencializar agricultores familiares pelo seu papel fundamental na erradicação da fome e da pobreza e na mitigação dos efeitos das mudanças climáticas.

CASÃO, O GIGANTE


 

quinta-feira, 8 de dezembro de 2022

NOTA DE REPÚDIO AOS CORTES DE VERBAS PARA A EDUCAÇÃO PELO GOVERNO FEDERAL

A Reitoria da Universidade Estadual de Feira de Santana vem a público manifestar o repúdio ao descaso que o Governo Federal perpetrou contra a educação no final deste ano, ao deixar sem orçamento o Ministério da Educação, e sobretudo, em razão do ataque sem precedentes às Universidades e Institutos Federais e à CAPES-Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível Superior. Com a edição do Decreto n° 11.269, de 30 de novembro de 2022, o Governo do Presidente Jair Bolsonaro bloqueou os recursos financeiros das Universidades e Institutos federais. Como consequência, neste mês de dezembro, centenas de milhares de estudantes estão ameaçados de não receber bolsas estudantis, e as contas de serviços essenciais para o funcionamento dessas instituições poderão não ser pagas. O risco de precarização total das Universidades e Institutos Federais é assustador. A falta de recursos financeiros na CAPES deixará sem receber bolsas estudantes de graduação e de pós-graduação, neste caso, atingindo não apenas as instituições federais, mas também as Universidades Estaduais, inclusive a UEFS. Estes estudantes dependem unicamente das bolsas para todas as despesas pessoais, e muitas vezes de conjugues e filhos, pois a condição para ter a bolsa é manter a dedicação exclusiva aos cursos de mestrado e doutorado. É trágico que esses jovens, o futuro do nosso país, sejam punidos de forma irresponsável pelo Governo do Presidente Jair Bolsonaro por sonhar em se dedicar à educação e à ciência como caminho para construir um país melhor. Não podemos aceitar em silêncio tamanho ataque a instituições que são altamente relevantes para o desenvolvimento educacional, tecnológico, econômico, social, cultural e democrático do nosso país. As lutas políticas travadas no Brasil e no mundo contemporâneo enfrentam como novo elemento uma guerra cultural perpetrada por setores ultra-conservadores que fazem da negação da verdade, da desinformação e da criação de realidades paralelas suas principais armas para pregar o ódio, a intolerância, a discriminação, a supressão de direitos do povo, para desmontar os serviços públicos como direitos essenciais do cidadão e para flertar com a instauração de um regime de governo autoritário, enfim, para normalizar a barbárie. Como a educação e instituições como as universidades são espaços de produção de conhecimento, de consciência sobre a realidade, de crítica às injustiças sociais, de defesa da democracia e de promoção da autonomia de sujeitos, são duramente atacadas para que não se mantenham como um elo de resistência à barbárie. Nos solidarizamos com as Universidades e Institutos Federais nesse momento de violento ataque ao patrimônio público que essas instituições representam. Nossa solidariedade se estende também aos estudantes de graduação e pós-graduação da UEFS que venham a ser impactados por essas medidas. Estamos ao lado de todos e todas vocês em luta para defender a educação pública e a dignidade de condições de estudo que vocês merecem. Convocamos, ainda, toda a sociedade para repudiar esse descalabro e exigir do Governo Federal que tome as providências inadiáveis para reverter este quadro desastroso o mais rápido possível. Vamos todos juntos à luta!
Assessoria de Comunicação Social da Uefs
(75) 3161-8011

Jovem que teve rosto cortado em ônibus na Bahia tira pontos e fala sobre cirurgia



A jovem que teve o rosto cortado enquanto dormia em um ônibus na Bahia retirou os pontos e avalia a possibilidade fazer uma cirurgia. Stefani Firmo, 23 anos, contou, nesta quinta-feira (8), no programa Encontro com Patrícia Poeta, da TV Globo, que continua a acreditar que foi agredida pela passageira que estava sentada atrás dela. “Estou bem, na medida do possível. Graças a Deus tirei os pontos e a questão da cirurgia, como vai proceder daqui para frente, vai depender do tratamento inicial”, disse a estudante de enfermagem. O caso ocorreu na madrugada do dia 29 de novembro, quando Stefani Firmo voltava para casa. A estudante teve um corte profundo e precisou levar 18 pontos no rosto. Após o ataque, a polícia chegou a apreender uma faca que estava com a passageira sentada atrás da vítima. O objeto foi enviado para a perícia, e a passageira foi ouvida e liberada. Imagens da câmera de segurança do ônibus mostram o momento em que uma passageira se levanta e se aproxima da vítima, que depois sai pedindo por socorro. 

Apesar do vídeo não mostrar o momento em que Stefani Firmo é cortada, a jovem acredita que foi a passageira que a agrediu. “Quando me levantei, ela foi a única pessoa que estava acordada e não teve nenhuma surpresa, não teve nenhuma reação. Ela olhou para mim, me viu sangrando, porém foi totalmente fria, apática, nem curiosidade de saber o que tinha acontecido teve”, contou Stefani durante o programa da TV Globo.

ARRUMA A MALA AÊ


 

terça-feira, 6 de dezembro de 2022

KAWÊ, DE UBATÃ-BA, CONQUISTA 1º LUGAR INFANTO JUVENIL EM SUL AMERICANO DE JIU-JITSU

No último domingo, 04, no Ginásio de Esportes SESI, em Feira de Santana, foi realizado o Campeonato Sul-americano de Jiu-Jitsu, reunindo competidores de vários lugares, tornando o nível da competição bastante elevado. Um dos destaques foi o atleta da Academia Garra de Ouro, Kauê Caló, de Ubatã, que conquistou o 1° lugar na categoria Infanto Juvenil B. O atleta, apesar de vitorioso e de representar de forma plausível o município de Ubatã, não recebe nenhum tipo de apoio e busca apoio com amigos e empresas para participar das competições. No próximo dia 11 de dezembro, em Salvador, acontecerá o Campeonato Mundial X-Combat, e Kauê tem o sonho de disputá-lo, mas precisa de apoio financeiro para tanto.

HEROI FAKE


"Gabriel Monteiro — Herói fake” vai estrear no Globoplay na próxima terça (6). A produção, em 4 episódios, conta a trajetória do ex-vereador desde a sua ascensão meteórica nas redes sociais até a perda do mandato e a prisão preventiva por acusações de crimes sexuais.

terça-feira, 29 de novembro de 2022

CACAU: Pará leva maior número de prêmios de qualidade de amêndoas e Rondônia desponta no mercado

Pará leva maior número de prêmios de qualidade de cacau e Rondônia desponta no mercado. O IV Concurso Nacional de Qualidade de Cacau Especial do Brasil premiou na última sexta-feira (25), durante cerimônia realizada em Belém do Pará, as oito melhores amêndoas produzidas no país e distribuiu R$50 mil em prêmios. Figurando entre os vencedores desde o ano passado, o estado de Rondônia começa a despontar no mercado de qualidade e este ano levou o primeiro lugar na categoria varietal (cacau de variedade única). Com pouco menos de três hectares de cacau em sua pequena propriedade no município de Jarú, há dois anos Deoclides Pires da Silva aposta nas amêndoas de qualidade graças à assistência técnica do Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). “Foi muito gratificante receber essa notícia, pois a variedade CCN51 é muito plantada aqui em Rondônia, porém pouco procurada pelos produtores de chocolate fino”, ressalta o cacauicultor. Além de Rondônia, todos os outros estados produtores de cacau do Brasil foram contemplados com prêmios na categoria varietal. A Bahia dividiu o segundo lugar com o Pará e o Espírito Santo ficou com a terceira posição. Já a categoria Mistura (blend de variedades) foi dominada pelo estado do Pará e também contou com empate técnico no segundo lugar. “Essa competição em nível nacional provoca uma mudança de mentalidade nos produtores, muda a forma como eles estão produzindo cacau. E, claro, o fomento à sustentabilidade atrelado à qualidade só traz benefícios para a reputação do cacau brasileiro. Além de reforçar a qualidade com sustentabilidade e a reputação do cacau de origem Brasil, também está nas nossas metas aumentar cada vez mais o número de produtores engajados nesse movimento e participando do concurso”, declara Cristiano Villela diretor científico do Centro de Inovação do Cacau (CIC), entidade organizadora do evento, juntamente com a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac). A estratégia dos organizadores, representados pelo Comitê Nacional de Qualidade de Cacau Especial (CNQCE), é que o concurso seja realizado no Pará e na Bahia, alternando entre os dois principais produtores do país. Este ano, o Pará teve uma maior representatividade entre os finalistas e, consequentemente, entre os vencedores, um reflexo do apoio do governo do estado nas ações voltadas para a cacauicultura e da ação de ONGs que desenvolvem trabalhos de assistência técnica voltada para a melhoria da qualidade, como a Solidaridad e o Imaflora (Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola). “Essa rede de apoio aos cacauicultores paraenses vem fazendo a diferença ano a ano, aumentando a participação e as premiações recebidas pelos produtores. Rondônia também está prometendo uma verdadeira revolução, aumentando o número de produtores e o engajamento nas pautas de qualidade e sustentabilidade”, aponta Cristiano. Ao todo, 11 amostras de cacau especial do Pará, sete da Bahia, uma do Espírito Santo e uma de Rondônia estavam entre os finalistas em duas categorias: varietal (variedade única de cacau) e blend (mistura de variedades). Foram 94 amostras inscritas em ambas categorias.
Paris - Esta edição do Concurso Nacional de Qualidade de Cacau Especial do Brasil funcionou também como etapa classificatória para o Cocoa of Excellence (CoEx), premiação internacional realizada bienalmente em Paris, França. Além dos oito premiados no concurso nacional, o produtor paraense William Paulo Broechl também foi classificado para o prêmio mundial, que acontece em 2023 durante o Salon du Chocolat de Paris.
Sustentabilidade - O Concurso Nacional de Qualidade de Cacau Especial do Brasil avalia também as condutas de produção dos participantes. Essa avaliação é feita com base no Currículo de Sustentabilidade do Cacau, documento que é referência de sustentabilidade para produtores de cacau, técnicos e instituições na busca pela melhoria contínua da produção atrelada à redução dos impactos negativos oriundos da atividade. No ato de inscrição, os produtores responderam a um questionário sobre produção sustentável e, na etapa final, receberam a visita de auditores em suas propriedades para verificar as informações declaradas. “Os produtores estão se empenhando cada vez mais em cumprir os critérios de sustentabilidade, pois não basta apenas ser o melhor cacau do Brasil, ele tem de ser também produzido de forma mais sustentável”, destaca Cristiano Villela. O Concurso Nacional de Qualidade de Cacau Especial do Brasil busca fortalecer a cacauicultura brasileira, valorizando e reconhecendo produtores que fazem um trabalho diferenciado, bem como incentivar a sustentabilidade em todo o processo produtivo. A premiação é uma iniciativa conjunta da cadeia de cacau através do CNQCE, patrocinada pela Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca do Estado do Pará (SEDAP-PA)/FUNCACAU, Mondelez - Cocoa Life, Nestlé - Cocoa Plan, a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab), Associação das Indústrias Processadoras de Cacau (AIPC), Cacau Show, Dengo Chocolates, Cargill, Gencau, Harald e SENAR-BA. O concurso é organizado pelo Centro de Inovação do Cacau (CIC) em parceria com a Ceplac. Mais informações no site www.omelhorcacaudobrasil.com.br. Confira a lista dos vencedores:
CATEGORIA VARIETAL
1° lugar: Deoclides Pires da Silva - Jarú (PA) – variedade CCN51
2° lugar: empate entre Luciano Ramos Lima - Ilhéus (BA) – variedade BN34 e Mirian Federicci Vieira - Medicilândia (PA) – variedade Alvorada 1
3° lugar: Ana Claudia Milanez Rigoni - Linhares (ES) – variedade SJ02
CATEGORIA MISTURA
1° lugar: João Rios - Novo Repartimento (PA)
2° lugar: Francisco Pereira Cruz - Novo Repartimento (PA)
3° lugar: empate entre Lídia Rosa dos Santos Souza - Uruará (PA) e Robson Brogni - Medicilândia (PA)