domingo, 22 de outubro de 2017

EXEMPLO

Nenhum texto alternativo automático disponível.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

​​Izadora Guedes e Roney George lançam minilivro em Itabuna e Vitória da Conquista

Realizando um intenso diálogo entre imagem e poesia, o livro recém-publicado “Izadora Guedes/ Roney George” será lançado nesta semana em Itabuna e Vitória da Conquista. O trabalho cujo título é o próprio nome dos autores, será lançado na quinta-feira, 12, em Itabuna. Às 19h no pub Barcollando, localizado na Rua Silveira Moura, 118, bairro Conceição.
Durante o lançamento, o cantor e composiotor Marcos Marinho apresentará um pocket show com canções do seu novo disco solo, que será lançado em breve, e os músicos BillyFat, Eloah Monteiro, João Lins, Pawlista PDF e Louise Faislon Moa Vn farão participações individuais.
Em Vitória da Conquista, o minilivro será lançado no próximo dia 14, às 19h, na CasAzul Teatro Escola e também contará com pocket show de Marcos Marinho e participação de Ronaldo Ros.

CARMEM VAMP LÚCIA

REDE DE MARINA

TSE vai barrar Marina Silva

domingo, 8 de outubro de 2017

Game narra histórias antigas do povo indígena Huni Kuin


Jornal da USP

Um casal de gêmeos kaxinawá – um jovem caçador e uma pequena artesã – foram concebidos pela jiboia Yube em sonhos e herdaram seus poderes. Se conseguirem passar por uma série de desafios, poderão se tornar um curandeiro e uma mestra dos desenhos. Nesta jornada, vão adquirir habilidades e conhecimentos de seus ancestrais, dos animais, das plantas e dos espíritos, e se comunicar com os seres visíveis e invisíveis da floresta. Tudo isso para se tornarem, enfim, seres humanos verdadeiros, ou seja, “Huni Kuin”.
Esse é o enredo do jogo Huni Kuin: Yube Baitana (“Os caminhos da jiboia”), desenvolvido por antropólogos, programadores, artistas e indígenas do povo Kaxinawá. O projeto de criação do videogame foi coordenado por Guilherme Pinho Meneses, doutorando em Antropologia Social da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. Assista ao vídeo sobre o jogo:
Os Kaxinawá (ou Huni Kuin, como eles próprios se denominam) vivem na região do Rio Jordão, no Estado do Acre, próximo à fronteira com o Peru. O jogo narra cinco histórias antigas deste povo.
Durante o processo de criação, os pesquisadores viajaram diversas vezes às terras indígenas para desenvolver roteiro, desenhos, sons e narrativas.
O game está disponível em quatro línguas e pode ser baixado gratuitamente no site http://www.gamehunikuin.com.br

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Manuscritos do Mar Morto ainda guardam mistérios, 70 anos depois

Manuscrito de Isaías descoberto em Qumram, exposto no Museu de Israel – Foto: KOREphotos via Flickr – CC - Por Roberto C. G. Castro -

Em 1947, dois beduínos árabes, percorrendo a região montanhosa e árida de Hirbet Qumran, no deserto da Judeia, a 12 quilômetros ao sul de Jericó, em Israel, entraram numa das várias cavernas do lugar e ali se depararam com vasos longos e cilíndricos, que continham manuscritos muito antigos, alguns em estado

terça-feira, 26 de setembro de 2017

LIVRO - Participação em cooperativas e associações



Participação em cooperativas e associações - Sumário
Raimundo Bonfim dos Santos

O livro apresenta abordagens teóricas que tratam da ação social, focando a participação, na perspectiva da Economia, Sociologia e Filosofia. Elas explicam o porquê das pessoas se filiarem às associações e cooperativas e os aspectos influenciadores. Aponta indicadores de participação em cooperativas e associações e mostra resultados de pesquisas. Conclui mostrando a importância da ação coletiva e da participação como mecanismo para reduzir as desigualdades sociais e construir um mundo mais humano e fraterno.
EDITUS - Editora da UESC
Vendas e distribuição: (73) 3680-5240
2016/ R$ 25,00/ 185p./ 15x22cm
vendas.editus@uesc.br

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Estudo transcreve manuscritos inéditos de “A Pedagogia do Oprimido”



Paulo Freire – Foto: Wikimedia Commons
Em A Pedagogia do Oprimido (1968), o educador Paulo Freire revolucionou o conceito de educação popular. Trata-se da principal obra do autor, uma das mais lidas, traduzidas e citadasde todo o mundo. Motivada pelo ineditismo do conteúdo de seus manuscritos originais e pela ciência do desejo que Freire nutria em revê-los – o educador faleceu em 1997 sem saber que os arquivos ainda estavam intactos -, a pesquisadora Camila Téo da Silva decidiu transcrever o material, de modo a facilitar sua leitura, e, junto a isso, fazer um resgate histórico e metodológico da obra.
Para cumprir seu objetivo, Camila utilizou um fac-símile digitalizado dos manuscritos originais e contou com a colaboração de pessoas próximas ao educador, além de relato deixado por ele na obra Pedagogia da Esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido (1996). O estudo deu origem à dissertação de mestrado A gênese da Pedagogia do Oprimido: o manuscrito.
.
Um gráfico central, não publicado no Brasil
Os manuscritos originais de A Pedagogia do Oprimido foram concebidos pelo autor durante seu exílio no Chile (1964-1969) e lá permaneceram guardados por mais de três décadas. De acordo com a pesquisa, em 1968, mesmo ano em que foi finalizado, o material foi entregue pelo educador a um casal de amigos – o

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

C.FED - Proposta que torna inadimplentes municípios que não oferecerem ensino de história e de cultura

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou proposta que torna inadimplemente, sob a ótica da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF - Lei 101/00), municípios que não exigirem o ensino de história e de cultura afro-brasileira nos ensinos fundamental e médio. Com isso, os municípios cujas escolas não incluírem esses conteúdos nos currículos ficarão impedidos de fazer convênios com o governo federal e de receber recursos de transferências voluntárias.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Pesquisa mostra como racismo se perpetua nas estruturas do poder

Para pesquisador, o racismo está na essência da sociedade e funciona como uma espécie de opressão naturalizada no inconsciente das pessoas – Foto: The Photographer/Wikimedia Commons

Ao escolher o racismo como tema de doutorado, a primeira inquietação de Humberto Bersani se deu ao perceber que, na área do Direito, a maior parte das pesquisas olha para a atuação dos sistemas de justiça, mais especificamente, o sistema penal. Além disso, a maioria delas trata o racismo exclusivamente como problema institucional – sendo que, no Brasil, o preconceito não se encontra apenas nas instituições, fazendo parte da própria estruturação social. Essa foi a lacuna acadêmica que seu trabalho procurou diminuir.

domingo, 17 de setembro de 2017

Artistas paraguaias apresentam a ancestralidade da arte do barro



Por Leila Kiyomura

Julia Isídrez e as irmãs Ediltrudis Noguera e Carolina Noguera estão em São Paulo com uma exposição que resgata as memórias e os sonhos da cultura pré-colombiana. Com a curadoria de Aracy Amaral, professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, as três artistas guaranis autodidatas trazem a tradição e a ancestralidade da arte da cerâmica. A mostra Das Mãos e do Barro reúne 114 obras nos espaços da Galeria e Anexo Millan, em São Paulo.

Julia nasceu em Itá, Ediltrudis e Carolina são de Tobati, no Paraguai. Duas cidades reconhecidas pela produção da cerâmica guarani e que estão localizadas a 35 e 63 quilômetros de Assunção, respectivamente. “São artesãs que laboram diuturnamente, tendo aprendido com suas mães, que aprenderam com suas mães, e estas com suas mães, em cadeia que vem quase desde o período colonial até nossos dias. A mulher amassa o barro úmido, o homem trabalha na cestaria ou na marcenaria”, explica Aracy..

Alunos da USP retratam a natureza por meio da ilustração

Ilustração de Vanessa Seiko, membro do Núcleo de Ilustração Científica do IB – Foto cedida pela ilustradora

Na hora de reproduzir a natureza no papel, cada detalhe torna-se importante e indispensável. Para os estudantes de Biologia, mais do que arte, a ilustração aparece como uma ferramenta importante para divulgar o conhecimento, com imagens que retratam plantas, animais, partes do corpo humano e diversos comportamentos encontrados na natureza.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Morre a artista plástica Eli Heil, expressão máxima das artes visuais de SC

Foto de arquivo: Márcio Henrique Martins / FCC

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e a Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) expressam profundo pesar pelo falecimento da artista plástica Eli Heil, aos 88 anos, ocorrido na tarde deste domingo, 10, em Florianópolis. Pintora, desenhista, escultura e ceramista, Eli edificou um legado sem precedentes na história das artes visuais brasileiras, projetando Santa Catarina para além das suas divisas e fronteiras.

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Floresta Amazônica luta contra desmatamento

Na contramão das notícias sobre o desmatamento da Amazônia, uma informação surpreende. Pela primeira vez, em cinco anos, o desmatamento na Amazônia diminuiu 21% em um ano, segundo dados de agosto de 2016 a julho de 2017, do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, o Imazon.Operação aérea de fiscalização verifica área de desmatamento da Amazônia – Foto: Vinícius Mendonça / Banco de Imagens do Ibama

Outra notícia que chama a atenção vem do Ministério do Meio Ambiente e da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de Rondônia, que pediram para um grupo de pesquisadores um estudo sobre o reflorestamento das matas ciliares de propriedades rurais do Estado. Rondônia tem 82.180 hectares de Área de Preservação Ambiental (APP) devastados, espaço 1,25 vezes maior que o município de Ribeirão Preto.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

GIBI PARA ACABAR COM VIOLÊNCIA

Educadoras gaúchas lançam o gibi “A Lei Maria da Penha na Escola e na Vida” com objetivo de “divulgar e debater essa lei com todas as pessoas”, diz Silvana Conti, vice-presidenta da Central dos Trabalhadores e Trabalhadores do Brasil no Rio Grande do Sul (CTB-RS).
Como uma das organizadoras do projeto, Conti afirma ainda que a ideia surgiu da necessidade de “mostrar às meninas e meninos a importância de haver respeito entre as pessoas”.

PERÍODOS DA HUMANIDADE

terça-feira, 5 de setembro de 2017

MISTÉRIO: PINTURA MOSTRA DESENHO DE IPHONE 77 ANOS ANTES DE SER INVENTADO. SERÁ?

Uma obra de 1937, do pintor italiano Umberto Romano "Mister Pynchon e o assentamento de Springfield", está gerando polêmica entre especialistas. Um aborígene segura um objeto pequeno "aparelho" ainda inexistente e parece estar tirando uma selfie ou talvez assistindo algum vídeo ou checando alguma redes social. Na cor preta, de formato retangular, com cantos arredondados e e espessura similar a de um IPHONE!!! Isso mesmo, veja como o objeto prende a atenção do nativo e atrai a curiosidade de alguns personagens. É só seguir a linha do olhar dos demais.
A obra retrata um encontro entre os membros de duas tribos nativas dos Estados Unidos, os Pocumtuc e os Nipmuc, e os colonizadores ingleses no povoado de Agawam (uma das figuras centrais da obra: o colonizador inglês William Pynchon, vestido em trajes cor de rosa) — que se tornou o Estado de Massachusetts — na década de 1630. O primeiro de quatro painéis feitos pelo artista com o objetivo de retratar a história dos Estados Unidos pode ser encontrado na Oficina Estatal de Massachusetts, antigo escritório do correio estatal de Springfield.
O Iphone, foi criado somente em 2007, portanto, 77 anos após a pintura. Alguns historiadores são céticos quando à "profecia" e dizem que pode ser um espelho, ou um pedaço de madeira, talvez um livreto. Na minha opinião, Steve Jobs pode ter se inspirado na pintura e oportunamente criou a confusão.
Observe e tire suas conclusões. Marcos Mauricio
Mais detalhes na Edição online do Metro Jornal de hoje (5/09/2017).

JUDICIÁRIO DO BRASIL


Publicado em STF

terça-feira, 29 de agosto de 2017

ESCRITORA BRASILEIRA LANÇA LIVROS NA ITÁLIA


A escritora ítalo-brasileira Ana Stoppa estará cumprindo uma rica e extensa agenda na Itália. Dentre as atividades programadas em solo italiano está o lançamento da obra "Acquerello Incompiuto" (Aquarela Inacabada), poesias e o segundo destinado ao público infantil, “La Fata Mirabella e il Rospo Guaraci” (A Fada Mirabela e o Sapo Guaraci).
É o terceiro livro de poesias e o sexto infantil que Stoppa lança na Itália. A autora, que também é advogada, ativista cultural e ambientalista, publicou ao longo de sua carreira 20 livros. Em português, a escritora tem no prelo dois novos títulos destinados aos pequenos: “Gigi a Joaninha Ambientalista” e “O Tatu Teotônio em Busca do Planeta Perfeito”, além de um terceiro que finaliza para lançamento na segunda quinzena de setembro em São Paulo, escrito para o CPTran “Juvenal, o Motorista Distraído”, cuja temática versa sobre a educação, segurança e comportamento no trânsito. Além dos livros a autora escreve artigos, crônicas, pensamentos e literatura infantojuvenil, contabilizando 2.400 textos produzidos.

domingo, 27 de agosto de 2017

JAIR GABRIEL LANÇA LIVRO DE ARTE NO TEATRO MUNICIPAL DE ILHÉUS EM SETEMBRO


“Amazônia, a Natureza em Destaque” - Editora Capella, 2017 - livro de Jair Gabriel da Costa, terá lançamento em Ilhéus, no próximo dia 14 de setembro, na galeria do Teatro Municipal, às 19 horas, com entrada franca. Reunindo 129 telas, a obra registra parte da produção do artista, nascido em 1950, em Porto Velho, Rondônia. Filho de seringueiro, Jair Gabriel passou a infância e parte da juventude na Floresta Amazônica, tendo, entretanto, iniciado sua carreira artística há cerca de duas décadas, aos 45 anos de idade, quando já residia na cidade de Salvador. No dia 05 de maio p.p. o livro foi colocado no mercado, com um concorrido lançamento no Palacete das Artes (Graça, Salvador, Bahia). A publicação traz, além das imagens das pinturas, informações sobre mostras realizadas e textos de análise da obra, escritos por outros artistas e especialistas, como Antonia Herrera, doutora em teoria da literatura e literatura comparada, e o jornalista e escritor Carlos Ribeiro.
Autodidata, a pintura de Jair Gabriel é primitivista ou naif, estilo que, por definição, caracteriza-se pela “expressão espontânea, desamarrada de método, livre de convenções e, não raro, envolta em uma aura de certa ingenuidade”. Com características muito

sábado, 26 de agosto de 2017

Filósofo traz conceitos originais sobre ciência, cultura e história

Dossiê discute obra do historiador francês Georges Canguilhem –
Imagem: CC0 Creative Commons
O dossiê sobre Georges Canguilhem é uma homenagem da revista Intelligere – Revista de História Intelectual ao filósofo, médico e historiador francês, cuja obra vem provocando, há mais de duas décadas, grande interesse – motivado pela atualidade e pertinência de seu pensamento original a respeito não só da teoria, mas também da prática da história das ciências da vida e da medicina. As diferentes concepções de ciência e de como esta se relaciona com outras áreas do conhecimento, as relações entre as várias ciências e o que se considera como não ciência é justamente o que Francisco de Assis Queiroz discute em seu artigo recém-publicado na revista.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Há 105 anos nascia Nelson Rodrigues



Portugal Digital, com Agência Brasil

Pernambucano, que foi para o Rio de Janeiro ainda criança, Nelson Rodrigues era o quinto de uma família de catorze filhos. Antes de dramaturgo, foi jornalista. Aos 13 anos, começou a trabalhar no jornal do pai, Mário Rodrigues, que havia fundado A Manhã. Em 1929, já trabalhando no segundo jornal do pai, chamado Crítica, Nelson Rodrigues viveu uma tragédia familiar que marcou toda a sua trajetória: a morte do irmão Roberto Rodrigues, que levou um tiro, na redação do jornal, dado por uma mulher da alta sociedade inconformada com a publicação de uma matéria sobre seu divórcio.

Filhote de ariranha é encontrado em cidade no Amazonas

Instituto Mamirauá deu apoio e orientações ao cuidado do animal, uma pequena fêmea de ariranha

A pequena fêmea de ariranha (Pteronura brasiliensis) mede 79 centímetros de comprimento (contando com a cauda), pesa 4,5 quilos e foi encontrada na tarde da última terça-feira (22), na cidade amazonense de Tefé. De acordo com a pesquisadora do Instituto Mamirauá, Miriam Marmontel, que analisou o animal, trata-se de um filhote entre seis e dez meses de idade, que

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Livro do “pai do romance baiano” ganha nova edição



Xavier Marques, jornalista, político e escritor, autor de O Feiticeiro

“Preparem-se, pois, os leitores para assistir à passagem de curiosas fitas coloridas, entre as quais gostarão de ver as danças de candomblé, as rainhas dos batuques, as sessões de feitiçaria na casa onde se ata e desata o destino das namoradas supersticiosas”, anunciavam os editores do jornal baiano A Notícia, em 1914.
O acontecimento em questão era a estreia do romance O Feiticeiro, de Xavier Marques, publicado no periódico por capítulos e, mais tarde, em 1922, editado como livro.

sábado, 19 de agosto de 2017

Editora dá acesso gratuito a CLT atualizada com a reforma trabalhista e comparada



O Grupo Editorial Nacional disponibilizou gratuitamente a nova CLTcomparada. O livro está também está de acordo com as leis de contratação de aprendiz (Lei 13.420/17), jornada de trabalho para professor (13.415/17) e da gorjeta (Lei 13.419/17).

Acesso gratuito
O GEN | Grupo Editorial Nacional está disponibilizando gratuitamente a nova CLT comparada e atualizada com a Reforma Trabalhista.
Para ajudar nessa fase de transição, além da gratuidade da CLT, o leitor terá todas as comparações referentes às modificações da reforma destacadas em cores para que nenhuma alteração passe despercebida.
Clique aqui para acessar a nova CLT comparada gratuitamente.
Fonte: GenJuridico
examedaoab.com

Maior jequitibá do Brasil é encontrado no sul da Bahia


Jequitibá com 48 metros de altura total e 4,35 metros de diâmetro

O grande ganhador da 1ª Edição do Concurso Maiores Árvores da Região Sul da Bahia, a Fazenda Monte Florido, do proprietário Rodrigo Barreto, no município de Camacã, conquistou o prêmio por ter um jequitibá de 48 metros de altura total e 4,35 metros de diâmetro. Para a surpresa de todos, o resultado também revelou o maior exemplar da espécie do Brasil, título, até então, do jequitibá-rosa localizado no Parque Estadual de Vassununga, em Santa Rita do Passa Quatro (SP), com 40 metros de altura e 4m de diâmetro, segundo a Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

sábado, 5 de agosto de 2017

Resistência marcou trajetórias de mulheres escravas do Recôncavo Baiano

Porto da Vila de Nazaré das Farinhas, 1865 – Fonte: Foto de Camillo Vedani, publicada em FERREZ, Gilberto. Bahia: velhas fotografias (1850-1900). Rio de Janeiro: Kosmos; Salvador: Banco da Bahia Investimentos S. A., 1988

As mulheres que viveram na região do Recôncavo Sul da Bahia, durante a segunda metade do século 19 ̶ entre 1850 e 1888 ̶ , mostraram-se fortes e determinadas. Aquelas africanas, crioulas, pardas ou cabras (um dos termos usados para designar pessoas que descendiam da mistura entre

“Memórias Póstumas de Brás Cubas” observa a condição humana

Arte Jornal da USP sobre foto Wikimedia Commons – CC


Ler Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, não é apenas uma mera exigência do vestibular da Fuvest. É adentrar um universo que vai além da academia, uma oportunidade de conhecer um dos livros mais importantes da literatura universal e observar o homem com suas dúvidas, certezas, paixões, medos. Dialogar com Machado de Assis pode não ser tarefa fácil para os jovens que almejam uma vaga na universidade pública. Mas há a possibilidade de conversar com um autor que estimula a inteligência do leitor.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

CCJ aprova PEC que inclui defesa do meio ambiente entre atribuições das Forças Armadas

Lucio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados

Delegado Edson Moreira apresentou parecer favorável à proposta

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou a admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição 588/02, do deputado Paes Landim (PTB-PI), que transfere para o Ministério da Defesa a coordenação das ações federais de defesa, preservação e recuperação do meio ambiente.

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Astronomia: a ciência que ainda aguarda muitas descobertas

Painel do IAG (Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas) – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

Aos olhos de muitos, a astronomia é a mais romântica das ciências: envolve observação de astros no céu, mapas gigantescos e até um certo misticismo. Mas essas características ficaram para trás há muitos séculos.

Poli e Federal do ABC desenvolvem tela em forma de esfera



Para demonstrar a tecnologia, os pesquisadores desenvolveram nove aplicações: jogo interativo de basquete; modelo de carro esporte; uma foto 3D de uma clássica capa da National Geographic; o sarcófago de Biblos; um aquário; um trenzinho natalino; um jogo de chocalho de objetos; o olho de Sauron; e um quebra-cabeça 3D.Parece uma bola de cristal (ou um tablet em forma de esfera). É leve (cerca de 700 gramas), tem 20 centímetros de diâmetro, é portátil e representa um novo paradigma na forma como visualizamos imagens: ao redor de uma tela em 360 graus. A inovação tecnológica foi desenvolvida por pesquisadores da Escola Politécnica (Poli) da USP e da Universidade Federal do ABC.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

PREFEITO DE ITACARÉ INAUGURA PINGUELAS NO BAIRRO DA PASSAGEM


O sábado 22, entrará para a história de Itacaré e breve deve constar nos livros didáticos do ensino médio no município.
O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, inaugurou duas pinguelas de concretos no bairro da Passagem, grandiosas obras construídas com recursos obscuros próprios da Prefeitura Municipal, já que os custos não foram divulgados.
Considerada como as grandes obras na atual gestão, aliados já pensam em decretar feriado no próximo dia 22 de julho, a partir de 2018: DIA DAS PINGUELAS com festejos populares e bandas de renome regional.
Cerca de 100 pessoas da própria prefeitura participaram da inauguração.
Na foto, os balões com gás hélio é uma alternativa ás modernas estruturas espraiadas e dão um charme especial, segundo informações do secretário de obras, serão substituídos periodicamente.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Editus realiza lançamentos e roda de conversa no Festival do Chocolate

O programa para o fim de semana traz uma dobradinha de sucesso: livros e chocolates, dos mais variados tipos, para os mais diversos interesses. A Editus – Editora da UESC está presente no 9° Festival Internacional do Chocolate e Cacau, até o dia 23 de julho, no Centro de Convenções de Ilhéus. E este ano, a nossa programação está ainda melhor.

Além da tradicional comercialização dos próprios títulos e de editoras que integram a ABEU (Associação Brasileira das Editoras Universitárias), ocorrerá “Um dedo de prosa” – uma iniciativa que busca aproximar a comunidade das pesquisas produzidas na UESC (Universidade Estadual de Santa Cruz). Nesta sexta-feira (21), o prof. Francisco Mendes Costa, do Departamento de Economia e autor do livro “Cacau, riqueza de pobres”, estará no estande da Editora das 17h às 19h, à disposição do público para tirar dúvidas e ouvir sugestões.

Exposição fotográfica marca os 80 anos da obra Capitães da Areia no Teatro Jorge Amado


Foto:Marcela Berger
A exposição “Outros Capitães: das páginas para as lentes”, projeto de conclusão de curso dos alunos das oficinas de Fotografia e Produção Cultural da primeira turma do Projeto Teatro Escola ocorrerá entre os dias 26/07 (quarta-feira) e 10/08 (quinta-feira) no foyer do Teatro Jorge Amado. A proposta é homenagear os 80 anos da obra do autor baiano Jorge Amado e os 20 anos de fundação do Teatro.
O evento visa a ressignificação da obra pelos olhares dos alunos do curso de Fotografia com a orientação e curadoria da professora e fotógrafa Magali Moraes. Já a produção será realizada pelos alunos da oficina de Produção Cultural sob orientação do produtor cultural, assessor de comunicação e gestor do Teatro Jorge Amado, Nell Araújo.
O projeto social Teatro Escola Jorge Amado visa à democratização do ensino e acesso à cultura ao aproximar os jovens de diferentes classes sociais do ambiente cultural soteropolitano. Dessa forma, as oficinas possibilitam que os alunos entrem em contato com as origens da cultura baiana, o cenário cultural da cidade de Salvador, bem como, os fundamentos jurídicos, artísticos e comunicacionais da produção de cultura no país. Esse intercâmbio favorece aos jovens uma formação multidisciplinar na área da cultura, habilitando-os a pôr em prática os conhecimentos adquiridos no decorrer da Oficina.